Esboço geral do Livro de Gênesis

Capítulos:

Moisés foi o homem que Deus inspirou para escrever o livro de Gênesis, e também todo o Pentateuco. 

Em Gênesis, podemos compreender com mais facilidade como foi o inicio de história da terra, e também de toda a criação. Nele mostra Deus superando o fracasso humano sob diferentes condições. 

Gênesis, especialmente, é crucial para a compreensão da Revelação ( livro de Apocalipse ). O primeiro e o último capítulo da Bíblia estão intimamente entrelaçados.

O livro de Genesis não é somente uma história da humanidade, mas também sobre História da Redenção do ser humano.

Genesis pode ser dividido em 2 partes de quatros grandes acontecimentos cruciais para a construção da história de toda a Bíblia, que são:

Parte 1:

  • 1. Criação: Deus é o Soberano Criador da matéria, energia, espaço e tempo. O homem é o masterpiece, a maravilhosa obra prima da Criação. 
  • 2. Queda: A Criação é seguida pela corrupção. No primeiro pecado, o homem é separado de Deus, o Criador, isto é, Adão é afastado de Deus; e, no segundo pecado, o homem é separado do seu semelhante e próximo; Caim se afasta de Abel. Apesar da horrível e devastadora maldição da Queda, é o Senhor Deus quem toma a iniciativa de prover a solução e promete esperança e Redenção, a qual se dará por meio da semente de um ser humano feminino (Gn 3.15). 
  • 3. Dilúvio: Como o ser humano se multiplica muito e rápido, o pecado acompanha a evolução natural da espécie, e, infelizmente, também se multiplica; até que Deus sente que deve destruir a Humanidade com exceção de um homem e sua família: Noé. 
  • 4. Nações: O primeiro livro da Bíblia nos ensina que a Humanidade é uma raça unida por ligações de filiação e parentesco: somos todos filhos de Adão através de Noé; contudo, por causa da rebelião da Torre de Babel, o Senhor Deus decide fragmentar a única cultura e linguagem que havia sobre a terra no mundo pós-diluviano e dispersa o povo sobre para várias partes do planeta. À medida que as nações, culturas e línguas, vão se dispersando mais e mais, Deus escolhe e separa um homem e sua família (descendência) mediante os quais ele abençoaria todos os demais povos da terra (Gn 12-50):

Parte 2:

  • 1. Abraão: O chamado de Abraão (Cap.12) é o eixo sobre o qual girará a sequência da obra da própria História. As três promessas pactuais que Deus faz a Abraão (terra, descendentes e bênção)são fundamentais para o seu plano de trazer Salvação sobre todo o planeta. 
  • 2. Isaque: O Senhor Deus estabelece seu pacto com Isaque como um elo espiritual com o pai Abraão. 
  • 3. Jacó: O Senhor Deus demonstra seu trabalho delicado, sistemático e preciso de transformar um ser humano egoísta, avarento e arrogante num servo generoso e pacífico; como grande sinal de transformação muda o seu próprio nome (identidade) para Israel (Vencer com Deus, em hebraico), e o faz pai das Doze Tribos que formam a nação de Israel. 190 
  • 4. José: O filho amado e favorito de Jacó sofre a perseguição, a traição e a tentativa de assassinato nas mãos dos próprios irmãos, tendo que ir para o Egito onde se tornaria escravo. Depois de sua dramática ascensão ao governo do Egito, José liberta sua própria família que se tornará necessitada, e a conduz de Canaã para Gósem. Uma impressionante figura do próprio Messias, o Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, no NT. 

O Livro termina com a escravidão  do povo de Deus, no Egito, com a morte de José. Assim a grande e crescente necessidade de Redenção cresce e a solução vem no livro de Moisés em: Êxodo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário