Bendito seja aquele

Davi expõe em que consiste a felicidade e a bem-aventurança de um homem piedoso, quais são seus exercícios e quais bênçãos ele receberá do Senhor.

Leia também:

Bendito - veja como este Livro de Salmos abre com uma bênção, assim como o famoso Sermão de nosso Senhor no Monte! A palavra traduzida como "bem-aventurado" é muito expressiva. A palavra original é plural, e é uma questão controversa se é um adjetivo ou um substantivo. 

Portanto, podemos aprender a multiplicidade das bênçãos que repousarão sobre o homem a quem Deus justificou, e a perfeição e grandeza da bem-aventurança que ele desfrutará. Podemos lê-lo, "Oh, as bem-aventuranças!" e podemos considerá-lo (como faz Ainsworth) como uma aclamação jubilosa da felicidade do homem gracioso. Que a bênção semelhante descanse sobre nós!

Que não anda no conselho dos ímpios

Ele é um homem que não anda no conselho dos ímpios. Ele toma conselho mais sábio e anda nos mandamentos do Senhor seu Deus. Para ele, os caminhos da piedade são caminhos de paz e prazer. Seus passos são ordenados pela Palavra de Deus, e não pelos artifícios astutos e perversos dos homens carnais. 

É um rico sinal de graça interior quando o andar exterior é mudado e quando a impiedade é afastada de nossas ações. Observe a seguir, ele não fica no caminho dos pecadores. Sua companhia é de um tipo melhor do que era. Embora ela saiba que é um pecador, ele agora é um pecador lavado pelo sangue, vivificado pelo Espírito Santo e renovado no coração. Permanecendo pela rica graça de Deus na congregação dos justos, ele não ousa agrupar-se com a multidão que pratica o mal. 

Nem se assenta na roda dos escarnecedores

Novamente é dito, "nem se assenta na roda dos escarnecedores". Ele não encontra descanso nas zombarias dos mundanos. Que outros zombem do pecado, da eternidade, do inferno e do céu, e do Deus Eterno; este homem aprendeu filosofia melhor do que a do infiel, e tem muito senso da presença de Deus para suportar ouvir Seu nome blasfemado. A sede do escarnecedor pode ser muito elevada, mas está muito próxima da porta do inferno; fujamos dela, pois logo estará vazia, e a destruição devorará o homem que nela se assenta. Marque a gradação no primeiro versículo:

  • Ele não anda no conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta no trono do escarnecedor.

Quando os homens estão vivendo em pecado, eles vão de mal a pior. A princípio, eles apenas seguem o conselho dos descuidados e ímpios, que se esquecem de Deus - o mal é mais prático do que habitual - mas depois disso, eles se habituam ao mal e ficam no caminho dos pecadores abertos que violam voluntariamente os mandamentos de Deus. ; e se deixados em paz, eles vão um passo adiante e se tornam professores pestilentos e tentadores de outros, e assim se sentam na cadeira dos escarnecedores. Eles se formaram em vício, e como verdadeiros Doutores da Maldição, e são vistos por outros como Mestres em Belial. 

Mas o homem bem-aventurado, o homem a quem pertencem todas as bênçãos de Deus, não pode ter comunhão com personagens como esses. Ele se mantém puro desses leprosos; ele afasta dele as coisas más como roupas manchadas pela carne; ele sai do meio dos ímpios e sai do arraial, levando o opróbrio de Cristo! [CH Spurgeons]


Via: CH Spurgeons. The Treasury of David. 1865-1885

Nenhum comentário:

Postar um comentário